Publicidades

11/01/2018 | 09:30 | Geral

Audiência Pública apresentou Plano de Expansão Industrial e Comercial

Medida prevê um ordenamento as margens da via que compreende a Setrem e a BR-472

Gabriel Lautenschleger / Coordenadoria de Comunicação da PMTM


O Conselho Municipal de Desenvolvimento Sustentável e a Prefeitura de Três de Maio, realizaram na manhã da última terça-feira, dia 09, uma importante Audiência Pública, para dialogar e consultar as opiniões da população sobre a Expansão Industrial e Comercial em Três de Maio. A audiência foi realizada no Plenário da Câmara de Vereadores e contou com um número considerável de pessoas.


A ideia do Conselho e da Prefeitura, é realizar dentro da legislação vigente, um Ordenamento as margens da via que liga a BR-472 até a Setrem, passando por Bela Vista e pela antiga área do Cigres.


Segundo o Secretário de Desenvolvimento Econômico, Paulino Menegat, o ordenamento permite que fiquem definidas áreas prioritárias para instalação de indústrias e empresas, bem como ordena áreas que ficam definidas para ocupação residencial. “Esse projeto que está sendo apresentado, tem o objetivo de ordenar, criar um zoneamento as margens da via, com o intuito de que não ocorra um crescimento irregular, nem a implantação de empresas e industrias próximos das casas em Bela Vista. É importante que ocorra esse ordenamento, para que o desenvolvimento do município ocorra ainda de forma mais eficiente, gerando empregos e renda, possibilitando ampliação das vagas de trabalho para a população e permitindo que os nossos jovens permaneçam trabalhando no município”, destaca.


O presidente do Conselho de Desenvolvimento Sustentável e Secretário de Habitação e Urbanismo de Três de Maio, Fernando Trage, explicou aos presentes que o Conselho e a Prefeitura defendem o ordenamento, tendo em vista que o crescimento desordenado pode gerar problemas futuros para os munícipes. Fernando ainda explicou que a legislação estadual proíbe que as áreas de terra que circulam o antigo Cigres sejam utilizadas para loteamentos residenciais, tendo em vista que é proibida qualquer construção residencial nestes espaços, sendo uma alternativa a expansão industrial.


Segundo a Secretária de Planejamento, Liriane Machado, a Prefeitura e o Conselho estudaram a questão com muita atenção e a proposta tem levado em conta que a Avenida Santa Rosa é Área Mista I (Comércio e Residências), e que ocorra uma suavização que inicie pela Área Mista II (Comércio e Empresas de Médio e Baixo Risco) até a Área Mista III (que compreende empresas e unidades industriais maiores que ficariam longe de áreas residenciais), após volta a ocorrer uma suavização, de Área II e Área I, até chegar à área residencial de Bela Vista.


O prefeito de Três de Maio, Altair Copatti, explicou aos presentes que a proposta de criação de área de expansão industrial e comercial, é um ordenamento para que fique definido onde pode e onde não pode ser construídas empresas, industrias e residências. Segundo o prefeito, o ordenamento não vai desapropriar áreas e remover moradores dos locais, simplesmente é um meio de organizar o crescimento da cidade de forma que empresas e residências ocupem lugares específicos e que uma atividade não gere problemas para outras. “Fazer o ordenamento em faixas pré-determinadas é essencial para que empresas e indústrias não sejam construídas próximas das residências bem como fazer com que os loteamentos sejam construídos em áreas específicas, ordenando a cidade, e permitindo um crescimento sustentável e organizado, impedindo que com o passar dos anos, as grandes indústrias estejam no meio de loteamentos residenciais”, destaca.


Após a Audiência Pública, o Executivo encaminha projeto de Lei para o Legislativo que deverá votar o assunto.


 

Fonte: Gabriel Lautenschleger / Coordenadoria de Comunicação da PMTM

Mais notícias desta categoria

Publicidades


Mario Junior designer