Publicidades

19/01/2018 | 05:40 | Educação

Egressa da FAHOR compartilha vivências da carreira de Economista

Assessoria de Comunicação FAHOR


Camila Alessandra de Lima formada pelo Curso de Ciências Econômicas da FAHOR, atualmente cursa o MBA em Sistemas da Qualidade e Manufatura Enxuta, na instituição. Ela testemunha o quanto esta atividade profissional e formação permite uma carreira abrangente e promissora e permite experiências diferenciadas, mesmo no interior do Estado. Camila foi contratada pela atual empresa enquanto fazia um intercâmbio na Austrália e hoje, de volta ao Brasil atua no setor de faturamento da Bruning Tecnometal, de Pamanbi-RS, onde se dedica ao projeto Inova, como multiplicadora nas aplicações de um software utilizado pela empresa.


“Eu comecei minha graduação em outro curso, porém eu sentia falta de abordagens mais amplas sobre o mercado internacional. Foi então que eu troquei para o curso de Ciências Econômicas. Todas as discussões de sala de aula, as possibilidades de expor cada teoria e alocá-la conforme cada situação, entre outros aspectos fizeram com que eu tivesse certeza da escolha”, comenta Camila. 


Ela conta que começou a trabalhar aos 17 anos, como Jovem Aprendiz e além de auxiliar a pagar a faculdade, o trabalho na área permitiu que aplicasse o conhecimento da sala de aula na prática.  “Depois da minha formatura, eu pude fazer um intercâmbio na cidade de Melbourne, na Austrália e fui contratada ainda lá para trabalhar na Bruning. Nas entrevistas, fui questionada sobre termos técnicos e também meu posicionamento sobre a economia do Brasil. Tive êxito nesses aspectos e minha contratação se deve ao meu desempenho como estudante e também a qualidade de ensino que obtive no curso de Ciências Econômicas”, afirma Camila.


Experiências X Mercado de trabalho


Enquanto estudante, a preocupação com o mercado de trabalho pode não ser tão presente. Em muitas situações, executam-se tarefas fora da área estudada para garantir uma renda, mas Camila é exemplo de que as atividades desempenhadas na graduação são importantes na trajetória acadêmica e acabam fazendo parte do currículo de vida do estudante, além dos estágios e atividades na área, que são exigidas. “Ficar atento às oportunidades e nunca desistir é fundamental. Nem sempre é fácil ou simples, mas quanto mais acompanhamos o mercado de trabalho, mais ficará claro onde atuar. Hoje trabalho em uma empresa certificada pela Great Place to Work, que me dá oportunidades e autonomia para desenvolver meu trabalho, me proporcionando crescimento e aprendizados, o que é excelente. Toda experiência, dentro e fora de sala de aula, auxiliaram de alguma forma na minha vida profissional. Lembro também da correlação que os professores davam em cada disciplina, lembrando que tudo está interligado de uma forma ou outra”, destacou.


Camila destaca que as empresas contratam profissionais que buscam aperfeiçoamento. “Hoje ter uma graduação é somente um dos requisitos e isso não envolve apenas o aprendizado. Isso também mostra que o profissional não está acomodado, que busca sempre ser melhor e que pode trazer isso para a organização. Mostra quão flexível a pessoa pode ser e também todo o esforço envolvido - já que estudar não é uma tarefa fácil. Desta forma, acho que está cada vez mais claro, nos recrutamentos das empresas, que a busca do conhecimento é muito relevante”, diz.


A FAHOR vem se destacando na formação de engenheiros, economistas e gestores, e se diferencia por estar muito mais próxima e mais ligada ao meio empresarial e ao mercado de trabalho.


 

Fonte: Assessoria de Comunicação FAHOR

Mais notícias desta categoria

Publicidades


Mario Junior designer