Publicidades

22/02/2018 | 05:08 | Esporte

De virada, Inter vence o Remo e avança na Copa do Brasil

Leandro Damião e Edenilson marcaram os gols colorados na partida

Volante Edenilson comemora o gol da vitória no Mangueirão (Ricardo Duarte / Internacional,Divulgação)


Depois de levar um susto no início do primeiro tempo e sofrer com o cansaço na metade final do segundo tempo, no calor úmido de Belém, o Inter cumpriu a missão fora de casa e obteve a classificação no Mangueirão com vitória de virada sobre o Remo por 2 a 1.


Agora, o time de Odair Hellmann decidirá longe de casa a terceira fase da Copa do Brasil, que já terá os tradicionais confrontos mata-mata. As datas ainda não foram oficializadas, mas ocorrerão nas semanas de 28 de fevereiro e 14 de março. 


Depois de se estudarem nos primeiros minutos de um jogo disputado sob chuva e temperatura de 25ºC, os dois times trataram de buscar o gol da classificação, com o seguinte desenho: os gaúchos tinham mais controle de bola, enquanto os paraenses tentavam levar perigo em contra-ataques.


O time visitante teve a primeira boa chance. A nove minutos, D'Alessandro chutou forte uma cobrança de falta do lado direito. A bola entraria no ângulo, mas o goleiro Vinícius fez grande defesa, espalmando-a para escanteio.


Um minuto depois, o atacante Felipe Marques, o jogador mais perigoso do time de Belém, respondeu em rápido contragolpe pela esquerda, chutando com perigo por cima do gol de Lomba. A 18 minutos, o camisa 7 do Remo abriu o placar com um bonito gol. Felipe Marques aproveitou descuido da marcação do Inter, recebeu no lado esquerdo, cortou diante de Klaus e chutou com a perna direita, encobrindo Marcelo Lomba. A bola ainda desviou na perna do zagueiro do Inter e raspou no travessão antes de entrar.


Depois do susto, o time de Odair passou a dominar as ações. Aos 20 minutos, o Inter quase empatou com Nico López. O uruguaio recebeu dentro da área, tentou driblar o goleiro, mas Vinícius conseguiu abafar.


Aos 24 minutos, Leandro Damião conseguiu, enfim, interromper uma sequência incômoda de quase 600 minutos sem gols. Em cobrança rápida de falta de D'Alessandro, o capitão colorado acionou Iago área adentro do Remo. O lateral- esquerdo cruzou para o centroavante completar para as redes com a perna direita.


Foi o primeiro gol do centroavante na temporada (não marcava desde 6 de novembro, no empate em 2 a 2 com o Luverdense pela Série B) e o 98º com a camisa do Inter — é agora o 13º maior artilheiro do clube na história, ao lado de Christian.


Aos 27 minutos, Damião teve uma ótima chance para desempatar o jogo. Nico passou para o camisa 9 na frente do goleiro, mas ele chutou fraco, para defesa de Vinícius. Aos 29 minutos, o gol da virada veio em um bombardeio na área do Remo. Após grande jogada de Patrick na linha de fundo, Nico chutou fraco, a defesa rebateu, Damião chutou forte em cima dos zagueiros do Remo e a bola sobrou para Edenilson, que completou para o gol de dentro da pequena área.


A partir de então, o time gaúcho começou a desperdiçar boas oportunidades para ampliar e ter mais tranquilidade no jogo.


Aos 32 minutos, Nico encontrou Iago livre pela esquerda. O lateral invadiu a área e tentou encobrir o goleiro, que salvou para escanteio. Aos 40, em rápido contra-ataque puxado por Edenilson, D'Alessandro lançou Nico livre pela esquerda,  mas o uruguaio perdeu velocidade e parou na marcação do zagueiro Bruno Maia.


Nos acréscimos, em cobrança de falta de D'Alessandro pela esquerda, Víctor Cuesta empurrou para as redes, mas o árbitro invalidou ao ver falta de Klaus em desvio de cabeça para o companheiro de zaga.


Na saída de campo no intervalo, Damião foi perguntado se tirava um peso das costas com o gol:


— Enquanto o Inter estiver vencendo, vou estar feliz.


No início do segundo tempo, o Inter poderia ter definido a partida. Aos 16 minutos, Edenilson infiltrou-se no meio da zaga do Remo e desviou do goleiro, mas a bola saiu pela linha de fundo. Logo depois, Iago recebeu livre pelo lado esquerdo da área do Remo, mas chutou em cima de Vinícius.


Os jogadores colorados começaram, então, a mostrar cansaço. Dudu foi o primeiro a ser substituído, a 25 minutos. Gabriel Dias entrou no meio-campo e Edenilson passou a ocupar a vaga na lateral.


O Remo passou a ameaçar o gol de Marcelo Lomba. Aos 31 minutos, Eliélton saiu do banco para uma arrancada fulminante pela direita. Depois de passar por quatro jogadores do Inter, o atacante chutou desviado para fora. Depois desse susto, o time gaúcho conseguiu controlar o ímpeto dos donos da casa e quase ampliou com Juan Alano, aos 44 minutos. Depois de quatro minutos de acréscimos, que tiveram até expulsão de Nico López, o Inter garantiu a vaga para a próxima fase da Copa do Brasil.

Fonte: Gaúcha ZH

Mais notícias desta categoria

Publicidades


Mario Junior designer