Publicidades

08/03/2018 | 05:20 | Esporte

Em jogo fraco e com raros lances de gol, Cruzeiro e Inter empatam em 0 a 0 em Gravataí

Odair Hellmann poupou os titulares colorados visando o Gre-Nal do próximo domingo (11)

Jefferson Botega / Agencia RBS


Em uma partida de pouca técnica e raros lances de gol, Cruzeiro e Inter empataram em 0 a 0, no Vieirão, em Gravataí. A partir de agora, a equipe de Odair Hellmann terá concentração exclusiva no clássico contra o Grêmio, neste domingo, no Beira-Rio. Os titulares colorados foram preservados para o final de semana. 


Com a cabeça no Gre-Nal e o time reserva em campo, o Inter foi a Gravataí enfrentar um Cruzeiro acossado pelo iminente risco do descenso no Gauchão. O entrosamento mínimo dos suplentes colorados - com o lateral-direito Ruan jogando na esquerda e com Fabinho voltando a atuar depois de sete meses lesionado -, mais a angústia dos cruzeiristas, fez da partida na Região Metropolitana uma das mais fracas do Estadual. 


O Cruzeiro até chegava mais à área colorada, porém, raramente concluía em direção ao gol. O Inter nem isso conseguia fazer. O goleiro Deivity volta e meia conseguia cobrar um tiro de meta. Aos 32 minutos, Roger recebeu à frente, girou e marcou. mas o gol foi anulado, por impedimento do atacante. Aos 38 minutos e, logo em seguida, aos 39 minutos, os lances de maior emoção no primeiro tempo. Ao ataque, o Cruzeiro teve uma bola cruzada para a área e Kozlowski saltou sozinho na frente de um estático Rodrigo Moledo, mas cabeceou para fora. A resposta colorada foi com Nico López, que acertou um chutão, encobriu Deivity, que viu a bola passar sobre o travessão.  


Ainda antes de o árbitro apitar o final do primeiro tempo, Marcelo Lomba foi deixado na mão por sua zaga e fez com o rosto uma grande defesa, evitando o gol dos donos da casa. 


Na segunda etapa, o Inter foi ao ataque. E passou a criar boas chances de gol. Wink, de falta, obrigou Deivity a uma boa defesa. Marcinho entrou logo aos sete minutos, talvez para preservar Roger para o Gre-Nal, e deu nova força ao ataque. Mais adiante, Camilo recebeu de Ruan e só não marcou porque a bola acertou em cheio Fernando Pinto, que evitou o gol. 


Odair Hellmann então sacou Juan e mandou a campo Wellington Silva. O Inter seguiu no ataque em busca do 1 a 0. Mas também deu campo para o Cruzeiro. Aos 22 minutos, França por pouco não marcou, em disputa na pequena área com Lomba. A última carta na manga de Odair foi Brenner. O grandalhão atacante da base entrou no lugar de Nico López. 


Apesar das trocas, o Inter teve apenas mais uma boa chance, quando Marcinho pegou o rebote e, da entrada da pequena área, venceu o goleiro Deivity, mas João Guilherme salvou quase sobre a linha.

Fonte: Gaúcha ZH

Mais notícias desta categoria

Publicidades


Mario Junior designer