Publicidades

26/07/2018 | 21:45 | Esporte

Com dois gols de Everton, Grêmio vira e vence o São Paulo na Arena

A equipe de Renato Portaluppi mudou de postura na partida e somou três pontos na 15ª rodada

Jogadores gremistas comemoram o primeiro gol marcado na partida (Félix Zucco / Agencia RBS)


Com dois gols de Everton, o Grêmio mostrou superação para buscar uma virada por 2 a 1 sobre o São Paulo na Arena e ingressar no G-4 do Brasileirão. No domingo (29), preservando titulares para o confronto com o Flamengo na Copa do Brasil, a equipe de Renato Portaluppi encara a Chapecoense na Arena Condá.


Completando 200 partidas com a camisa do Grêmio, Pedro Geromel, naturalmente, seria um dos personagens do jogo com o São Paulo. No entanto, isso não ocorreu da forma que a torcida se acostumou a ver. Quem ainda chegava ao estádio depois de encarar o trânsito complicado da Capital no início da noite ainda se ajeitava nas cadeiras da Arena quando ocorreu o primeiro gol.


O lance ocorreu aos três minutos, quando Everton, do São Paulo, ergueu a bola na área do Grêmio. Reconhecido pelo apurado tempo de bola, Geromel errou o cabeceio e não viu Arboleda dominar às suas costas. Com espaço, o equatoriano cruzou para Diego Souza, que apareceu livre e completou para a rede: 1 a 0.


O Grêmio sentiu o peso do gol. A bola parecia queimar nos pés, tornando evidente o nervosismo dos jogadores. Na lateral direita, Leonardo, que substituía Léo Moura, preservado por desgaste muscular, permitia espaços para os avanços do São Paulo, que quase ampliou em chute de Nenê aos seis minutos.


Quem não se abalou foi Kannemann, que voltava ao time depois de uma virose. A garra do argentino, aos poucos, contagiou o time do Grêmio, que começou a reagir. A primeira amostra disso veio com Everton, aos oito minutos, puxando um contra-ataque rápido que parou na zaga do São Paulo.


O Cebolinha tomou a responsabilidade de levar o Grêmio ao ataque para si. Tanto que, aos 14, recebeu na área e concluiu em cima do meia Rojas. Com quase 80% de posse de bola, o time de Renato Portaluppi empurrou o São Paulo para seu campo de defesa. Mas tinha dificuldade para encontrar espaços na área.


Mas Everton não se conformou com o placar adverso. Já nos acréscimos, aos 47, o atacante recebeu passe de Maicon e fez bela jogada pela ponta esquerda. Depois de driblar o lateral-direito Militão, ajeitou a bola no pé direito e mandou um chute forte, no canto do goleiro Sidão, para empatar a partida.


Sem mudanças no intervalo, o Grêmio seguiu ditando as ações do jogo no segundo tempo. Ainda que a primeira chance tenha sido do São Paulo, em conclusão perigosa de Diego Souza, no primeiro minuto, defendida por Marcelo Grohe, o time de Renato Portaluppi mostrava superioridade na Arena.


O crescimento de Luan, que criava boas chances, foi importante para o Grêmio se manter no ataque. Aos 10 minutos, o camisa 7 acionou Leonardo pela direita, que cruzou na área para Jael, que quase alcançou a bola para completar para a rede. Aos 12, Luan serviu a Ramiro, que foi travado na hora da conclusão.


A virada do Grêmio, enfim, veio aos 15 minutos e saiu dos pés de Luan. O camisa 7 desarmou Arboleda na frente da área e tocou para Everton, que invadiu a área, limpou a marcação e mandou chute forte, no canto de Sidão, para fazer seu segundo gol no jogo, o 11º na temporada, se firmando como artilheiro do time.


Ainda houve tempo para que os pendurados Kannemann, Cícero e Ramiro, que seriam preservados no domingo, pudessem limpar a ficha com o terceiro cartão amarelo. Nos minutos finais, o Grêmio teve chances de ampliar. Aos 40, Jael invadiu a área e concluiu com força, para boa defesa de Sidão. 

Fonte: Gaúcha ZH

Mais notícias desta categoria

Publicidades


Mario Junior designer