Publicidades

30/07/2018 | 05:26 | Esporte

Com reservas, Grêmio sai na frente, mas leva empate da Chapecoense

Pepê fez o gol do Grêmio em Chapecó (MáRCIO CUNHA / ESTADÃO CONTEÚDO)


Antes de encarar o Flamengo pela Copa do Brasil, o Grêmio, com time reserva, empatou em 1 a 1 com a Chapecoense, neste domingo (29), na Arena Condá, pelo Brasileirão. Com o resultado, a equipe de Renato Portaluppi se manteve em quarto lugar, com 27 pontos, mas ainda pode ser ultrapassada pelo Atlético-MG, que enfrenta o Bahia nesta segunda-feira.


Preservando os titulares, Renato mandou a campo uma formação com suplentes em Chapecó. Ainda assim, não deixou de surpreender. Quando todos esperavam Thonny Anderson como meia pela esquerda, o treinador decidiu utilizar Pepê desde o início.


Talvez nem Renato imaginasse que sua escolha daria resultado tão cedo. Na primeira chegada ao ataque, aos dois minutos, Pepê disparou em velocidade e tabelou com Hernane, que devolveu na medida, dentro da área, para o meia concluir de primeira, encobrir o goleiro Jandrei e abrir o placar.


Na zona do rebaixamento, a Chapecoense sentiu o golpe. Mas tentou reagir em jogadas de bola parada. Aos nove, Bruno Pacheco cobrou falta na área, Amaral furou na conclusão e Jailson afastou o perigo. Outra tentativa da Chape foi em chute de longe do meia Yann, aos 12, que passou por cima do gol de Paulo Victor.


Mesmo que tivesse menor posse de bola, o Grêmio controlava bem o jogo. O meia Douglas, que voltava a iniciar uma partida como titular depois de 539 dias, cadenciava toque de bola da equipe com bons passes no meio-campo. Além de duas conclusões de Bressan e Thaciano, que passaram por cima do gol de Jandrei, o time gaúcho também chegou em boa cobrança de falta de Marinho, aos 23, defendida pelo goleiro da Chape. Aos 33, por pouco Pepê não ampliou: Madson disparou pela ponta direita e cruzou bem para o garoto, que, de dentro da pequena área, furou o chute.


Ainda que a Chape tivesse respondido em duas conclusões de Wellington Paulista, o Grêmio teve melhores chances. Aos 40, Madson recebeu na área e concluiu perto da trave de Jandrei, e, aos 42, Paulo Miranda quase acertou um chute no ângulo.


Sem mudanças no intervalo, o Grêmio permitiu o crescimento da Chape no jogo. A primeira chegada catarinense foi em chute de Osman, aos quatro minutos, que passou ao lado do gol de Paulo Victor. Buscando avanços pela esquerda, o time da casa empurrou a equipe de Renato para seu campo defensivo e logo empatou. Aos 16, após disputa de bola aérea, Elicarlos aproveitou saída errada de Paulo Victor para mandar um chute firme para dentro do gol: 1 a 1.


Em busca da virada, a Chape se manteve no ataque. Aos 22, Yann recebeu de Bruno Silva e mandou chute perigoso. Depois, aos 26, foi a vez de Wellington Paulista cabecear perto da trave de Paulo Victor. O time catarinense seguiu pressionando. Aos 39, Elicarlos quase fez seu segundo gol no jogo em conclusão de fora da área, mas a bola passou por cima. Aos 41, foi a vez de o lateral Eduardo levar perigo em escapada pela direita. No final, o empate ficou de bom tamanho para as duas equipes.

Fonte: Gaúcha ZH

Mais notícias desta categoria

Publicidades


Mario Junior designer