Publicidades

14/09/2018 | 06:17 | Trânsito

Em oito meses, 1,9 mil infrações por uso de celular no trânsito são flagradas em Caxias

Prefeitura vai lançar campanha de conscientização para condutores e pedestres

Uso ou manuseio de celular é um dos principais fatores que causam mortes no trânsito (Diego Vara / Agencia RBS)


A Fiscalização de Trânsito de Caxias do Sul constatou 1,9 mil infrações de motoristas por utilizar, manusear ou segurar o celular enquanto dirigiam nas ruas da cidade entre janeiro e agosto deste ano, uma média aproximada de oito autuações por dia. O número real, no entanto, é maior, já que só uma parte dos casos é flagrada pelos agentes de trânsito.


O uso do celular pelo condutor como telefone enquanto dirige, inclusive com fones de ouvido, é infração média, com quatro pontos na carteira e multa de R$ 130,16. Conforme a Secretaria de Trânsito de Caxias, o recurso de viva-voz não está especificado na legislação, mas também é uma prática considerada arriscada. Para o motorista que segura ou manuseia o celular, a infração é gravíssima, com multa de R$ 293,47 e sete pontos na carteira. A infração ocorre mesmo com o carro parado no sinal vermelho ou em fila de pedágio, por exemplo. O celular só pode ser utilizado pelo condutor com o carro estacionado em local seguro.


Para diminuir a prática, que provoca risco de acidentes, a prefeitura de Caxias do Sul vai lançar uma campanha de conscientização a partir da semana que vem, com blitze e divulgação nas ruas. O cartaz da campanha, intitulada "Celular e Trânsito: Uma Ligação Perigosa" mostra um condutor distraído manuseando o celular, que não vê à sua frente um pedestre atravessando a rua, também distraído com fones de ouvido e manuseando um telefone. A campanha é dirigida tanto a condutores quanto a pedestres.


O gerente de Educação para o Trânsito na Secretaria de Trânsito de Caxias, Joelson Queiroz, destaca que o atropelamento é uma das principais causas de mortes em ocorrências de trânsito em Caxias do Sul.


— O atropelamento é ocasionado por uma distração, seja por parte do condutor ou por parte do pedestre. E o celular é um dos grandes vilões. Ele está presente no nosso dia-a-dia. E, hoje, nós temos dados que mostram que o telefone celular é o terceiro maior causador de acidente com morte no Brasil — afirma, citando estudos da Associação Brasileira de Medicina do Tráfego, que mostram que o uso ou manuseio do celular só fica atrás do excesso de velocidade e consumo de álcool entre os fatores que mais causam mortes no trânsito. 


Queiroz explica que serão colocadas na área central algumas placas nos pórticos das ruas, além das ações na cidade com blitze educativas. O lançamento da campanha será na terça-feira (18) às 11h na Rua Sinimbu, em frente à Praça Dante Alighieri. As ações continuarão de forma constante na cidade.

Fonte: Gaúcha ZH

Mais notícias desta categoria

Publicidades


Mario Junior designer