Publicidades

04/08/2019 | 07:56 | Esporte

Inter perde para o Fluminense no Rio e segue sem vencer fora de casa no Brasileirão

Time de Odair Hellmann sofreu 2 a 1 no Maracanã

Bruno Fuchs tentou afastar e acabou acertando Natanael no segundo gol do Fluminense - Celso Pupo / LancePress


Mais uma vez o Inter decepcionou fora de casa no Brasileirão. Utilizando novamente seu time reserva, o Colorado perdeu para o Fluminense por 2 a 1, no Maracanã, neste sábado (3). Os gols foram marcados por Yoni González e pelo lateral Natanael, contra. Apesar do resultado, a equipe se mantém em sexto lugar, com 20 pontos. Porém, pode perder uma posição caso o Corinthians vença o Palmeiras no clássico paulista agendado para este domingo.


Como nas rodadas anteriores, o técnico Odair Hellmann poupou os titulares, dando preferência aos mata-matas. Até mesmo D'Alessandro, que está suspenso pela Copa do Brasil e não poderá enfrentar o Cruzeiro na próxima quarta-feira, iniciou no banco de reservas. Já os donos da casa usaram força máxima, pois lutavam para deixar a zona de rebaixamento. E, sob a batuta de Paulo Henrique Ganso, propuseram o jogo com a bola de pé em pé, como exige o técnico Fernando Diniz.


Foi assim que, aos 12 minutos, o centroavante Pedro recebeu dentro da área e bateu na saída de Marcelo Lomba. Para a sorte do Inter, a trave evitou que o Fluminense abrisse o placar logo no início. Quatro minutos depois, foi a vez de Ganso pegar de fora da área, com o goleiro colorado conseguindo encaixar a defesa no centro da meta.


Até aí, o Colorado permanecia recuado, apenas resistindo às investidas iniciais dos cariocas. O cenário mudou a partir de um chute de longa distância do jovem zagueiro Bruno Fuchs, aos 24, que obrigou Muriel a se esticar para espalmar. Aos 37, Wellington Silva também arriscou de fora da área, fazendo com que a bola passasse rente ao travessão. 


Mas o jogo era lá e cá. Momentos antes do intervalo, Sobis cobrou escanteio na cabeça de Tréllez, que só parou em uma desajeitada defesa de Muriel. Depois, foi a vez de Lomba trabalhar para desviar à linha de fundo nova finalização de Pedro.


Na volta para o segundo tempo, o cenário parecia que continuaria o mesmo, com as equipes trocando golpes abertamente. Com apenas três minutos, Sobis bateu da intermediária, tentando encobrir Muriel. Mas seu ex-companheiro de Beira-Rio segurou sem dificuldades. Na mesma moeda, Ganso devolou aos sete. Porém, a bola subiu demais. Foi o aviso de uma pressão que se iniciaria e, instantes depois, se mostraria insustentável.


Aos 12 minutos, a defesa colorada cochilou na marcação e o placar foi aberto. Livre, o lateral Caio Henrique foi à linha de fundo e cruzou para Yoni González entrar sem marcação e estufar as redes. O gol desestabilizou o Inter, que quase sofreu mais um no lance seguinte, quando Marcos Paulo entrou sozinho pela esquerda e isolou por cima de Lomba. Aos 16, o goleiro colorado ainda espalmou chute de Yoni, de fora da área.


Vendo seu time ser pressionado, Odair chamou D'Alessandro e William Pottker do banco de reservas. Os dois entraram, no entanto, para assistir ao gol contra de Natanael. Tentando cortar um contra-ataque do Fluminense, Bruno Fuchs chutou a bola em cima do lateral-esquerdo e a bola tomou o caminho inverso: 2 a 0.


Nos acréscimos, aos 46, o Inter descontou. Após bom lançamento de D'Alessandro, Rafael Sobis bateu para o meio da área e, após rebote de Muriel, a bola sobrou para Edenilson. Livre, o volante só teve o trabalho de chutar para o gol: 2 a 1. Insuficiente para evitar a derrota para um Fluminense que deixa o Z-4 ao conquistar recém sua terceira vitória na competição.

Fonte: Gaúcha ZH

Mais notícias desta categoria

Publicidades


Mario Junior designer