Publicidades

05/08/2019 | 22:06 | Esporte

Com críticas ao VAR, Grêmio fica no empate com a Chapecoense na Arena

Geromel, Everton e Tardelli marcaram os gols do Tricolor, que teve um pênalti anulado nos acréscimos da partida válida pela 13ª rodada do Brasileirão

Grêmio, de Geromel, empatou em 3 a 3 com a Chapecoense - André Ávila / Agencia RBS


O Grêmio usou time titular pela primeira vez no Campeonato Brasileiro após a Copa América, mas não conseguiu vencer a Chapecoense na noite desta segunda-feira (5), na Arena. Os poucos mais de 15 mil torcedores presentes no estádio gremista saíram decepcionados com o resultado, mas viram um belo jogo que terminou com placar de 3 a 3 pela 13ª rodada do Brasileirão.


Geromel, Everton e Diego Tardelli fizeram os gols gremistas enquanto Everaldo, Campagnaro e Arthur Gomes anotaram para a Chapecoense. Com o empate, o Grêmio perdeu a chance de entrar no grupo dos 10 primeiros do Brasileirão — segue em 13º, com 17 pontos. A equipe catarinense, em 17º, abre a zona de rebaixamento, com 10 pontos.


Quando o telão da Arena anunciou a escalação do Grêmio, a torcida presente vibrou com a confirmação da utilização do time titular no Brasileirão pela primeira vez após a Copa América. Mas se enganou quem esperava uma vitória tranquila sobre a Chapecoense, que iniciou a rodada na antepenúltima colocação, com apenas 9 pontos conquistados. Diferente do que a maior parte dos visitantes fazem na Arena, a equipe catarinense não limitou-se a uma postura defensiva e agrediu o Tricolor ao longo de todo o primeiro tempo.


O Grêmio até conseguiu exercer uma pressão inicial. Foram três escanteios nos primeiros minutos. Aos 8, Geromel abriu o placar. O zagueiro subiu mais alto que a defesa catarinense após cobrança de Alisson e testou no canto, sem chance para Tiepo: 1 a 0.


O gol cedo passou uma falsa impressão de que o Grêmio estava abrindo o caminho para construir uma vitória ao natural. Apenas três minutos depois, porém, Everaldo fez uma rara jogada na Arena. O atacante, revelado na base gremista, conseguiu passar por Kannemann e Geromel antes de finalizar com força para superar Paulo Victor e empatar o jogo.


O 1 a 1 deixou o jogo completamente aberto com os dois times buscando gol. Uma prova disso foi que Grêmio e Chapecoense terminaram a etapa final empatados no número de finalizações, sete para cada. O placar também foi igualado para o intervalo, mas em 2 a 2.


Everton mais uma vez foi o mais ativo dos atacantes gremistas. Aos 25, ele arriscou um chute de fora da área com efeito e contou com a colaboração de Tiepo para colocar o tricolor novamente em vantagem. Foi o 12º gol dele pelo Grêmio na temporada, o artilheiro do clube em 2019.


A marcação tricolor, porém cometia falhas e dava espaços para a Chapecoense atacar. Aos 31, o time catarinense foi tocando a bola até Cortez derrubar Augusto na entrada da área: falta. Camilo fez a cobrança e acertou a barreira, mas ganhou escanteio. O ex-jogador do Inter bateu o tiro de canto no primeiro pau e encontrou Campagnaro, que ganhou a disputa com Leonardo Gomes e cabeceou para empatar novamente a partida: 2 a 2.


A Chapecoense ainda teve uma chance para a virada aos 37 minutos. Após bola perdida por Maicon no meio-campo, Camilo tocou para Arthur Gomes, que chutou cruzado e mandou perto do gol de Paulo Victor. O Grêmio respondeu em finalização de fora da área de Alisson, mas Tiepo fez a defesa para manter o empate.


A partida seguiu aberta no segundo tempo. O Grêmio teve duas boas chegadas logo no começo em duas arrancadas de Everton, que serviu Matheus Henrique, primeiro, e Maicon, na sequência, mas os dois volantes não conseguiram finalizar com precisão. A Chapecoense explorava a velocidade pelos lados do campo e assim chegou ao terceiro gol. Aos 14, Augusto recebeu nas costas de Cortez e cruzou para a área, onde Arthur Gomes antecipou a Kannemann e finalizou no canto para decretar a virada na Arena.


Atrás no placar, Renato Portaluppi fez a primeira mexida no time com a entrada de Pepê no lugar de Alisson. Na sequência, o Grêmio quase fez o gol em uma jogada envolvendo os dois laterais. Cortez cruzou e Leonardo Gomes cabeceou uma bola que tinha endereço, mas Márcio Araújo, bem colocado, salvou quase em cima da linha.


A Chapecoense voltou a assustar aos 27 em lance que Paulo Victor evitou o gol de Everaldo. Renato então resolveu fazer as últimas mudanças e foi ousado. Luan e Diego Tardelli entraram nos lugares de Jean Pyerre e Cortez.


Sem lateral-esquerdo e com cinco atacantes, o Grêmio foi para o tudo ou nada e Renato Portaluppi foi premiado pela ousadia. Aos 34 minutos, a dupla que saiu do banco foi responsável por empatar a partida. Luan bateu falta do lado esquerdo e encontrou Diego Tardelli, que cabeceou para vencer Tiepo e igualar o placar: 3 a 3.


O final do jogo foi de uma pressão ainda maior do Grêmio em busca da virada. Aos 38, a Arena quase viu um golaço. Everton recebeu na entrada da área e chutou procurando o ângulo, mas a bola caprichosamente bateu no travessão. Nos acréscimos, o árbitro Felipe Fernandes de Lima chegou a marcar um pênalti em Kannemann, mas voltou a trás após consulta ao VAR. O jogo, assim, terminou mesmo empatado.

Fonte: Gaúcha ZH

Mais notícias desta categoria

Publicidades


Mario Junior designer