Publicidades

15/08/2019 | 05:13 | Esporte

Grêmio vence o Athletico-PR na Arena e larga em vantagem na semifinal da Copa do Brasil

André e Jean Pyerre marcaram os gols da vitória do Tricolor. Jogo de volta ocorre em 4 de setembro, no Paraná

André, aos 23 minutos do primeiro tempo, abriu o placar para o Grêmio - Marco Favero / Agencia RBS


O Grêmio foi na noite desta quarta-feira (14) o time que o torcedor se acostumou a ver em mata-matas sob o comando de Renato Portaluppi. Com autoridade, o Tricolor venceu o Athletico-PR por 2 a 0 na Arena e deu um grande passo rumo a sua nona final de Copa do Brasil. O criticado André foi o autor do gol que abriu o caminho para a vitória no primeiro tempo. Jean Pyerre, de falta, completou o placar. 


Com a vitória de 2 a 0, o Grêmio poderá perder por até um gol de diferença no jogo de volta, em Curitiba, em 4 de setembro, que ainda assim avançará para a decisão para enfrentar Cruzeiro ou Inter. A má notícia da noite ficou por conta do cartão amarelo de Everton, o terceiro, que deixará o atacante fora da partida na Arena da Baixada. O Athletico não terá o zagueiro Léo Pereira, também suspenso.


O Grêmio iniciou a partida com a postura esperada pelos mais de 40 mil torcedores que foram à Arena. O Tricolor aplicou forte marcação no campo de ataque que encaixotou o Athletico-PR na maior parte do primeiro tempo. A estratégia de Tiago Nunes de escalar Lucho González para tentar aumentar a capacidade de retenção de bola no meio-campo  não funcionou.


Superior ao longo de todo o jogo, o Grêmio teve a sua primeira chance logo aos 5 minutos do primeiro tempo, em um lance pouco comum. Cortez recebeu passe pelo lado esquerdo e arrumou para o pé direito. O chute, no entanto, saiu fraco e Santos fez a defesa tranquila.


O Tricolor teve outra oportunidade aos 10, dessa vez em um lance que o torcedor gremista está acostumado a ver. Everton partiu para cima da marcação pelo lado esquerdo após passe de Jean Pyerre, puxou para o pé direito e bateu colocado procurando o ângulo, mas a bola subiu mais que o desejado pelo atacante.


A pressão do Grêmio deu resultado aos 23. Justo no momento que o Athletico-PR começava a sair do seu campo, Everton recebeu no lado esquerdo e optou por dar uma de garçom. O camisa 11 cruzou com perfeição para o meio da área, onde André se antecipou a Léo Pereira e cabeceou para superar Santos e abrir o placar: 1 a 0.


O Tricolor seguiu melhor ao longo da etapa inicial e chegou a ter a chance para ampliar em novo cabeceio de André, que acabou defendido por Santos. O Athletico-PR conseguiu finalizar com perigo apenas aos 41 minutos, com Marcelo Cirino. O ex-atacante do Inter tabelou com Marco Ruben, recebeu na área e chutou uma bola que bateu na trave antes de sair pela linha de fundo dando um susto na torcida.


Em vantagem, o Grêmio diminuiu o ritmo no segundo tempo. Mesmo assim foi gremista a primeira chance de gol após o intervalo em chute de Everton, que passou por cima do gol. Sem ver seu time conseguir reagir, o técnico Tiago Nunes mexeu no ataque aos 20 minutos. Nikão foi chamado para entrar no lugar do apagado Marco Ruben. Renato respondeu na sequência com Tardelli na vaga de André.


Mas foi um jogador que já estava em campo que apareceu para decidir a partida. Jean Pyerre aproveitou falta sofrida por Everton e bateu colocado para superar Santos e ampliar a vantagem tricolor aos 27 minutos: 2 a 0.


Sem reação ao segundo gol do Grêmio, o Athletico-PR escapou de levar um resultado ainda pior para Curitiba. Alisson e Diego Tardelli tiveram oportunidades de fazer o terceiro, que não fez falta. A festa estava assegurada com uma vantagem que permite ao Grêmio até perder por um gol em Curitiba na partida de volta.

Fonte: Gaúcha ZH

Mais notícias desta categoria

Publicidades


Mario Junior designer