Publicidades

24/08/2019 | 19:07 | Esporte

Com reservas, Grêmio vence o Athletico-PR por 2 a 1 na Arena

Tricolor voltou a ganhar após cinco rodadas do Brasileirão

Com gols de Luan e Thaciano, Tricolor assume momentaneamente a 11ª colocação do Brasileirão - Jefferson Botega / Agencia RBS


O Grêmio voltou a vencer no Brasileirão. Após cinco jogos sem vitórias no campeonato, o Tricolor recebeu o Athletico-PR neste sábado (24) e, com reservas, ganhou por 2 a 1. Luan e Thaciano marcaram os gols gremistas, com Rony descontando para os visitantes. O resultado, além de fazer com que os comandados de Renato Portaluppi alcancem os 21 pontos na tabela de classificação, deixa o elenco mais confiante para buscar uma virada contra o Palmeiras, na próxima terça-feira, pela Libertadores.


Foi um cenário bem diferente daquele de uma semana e meia atrás, quando as mesmas equipes se enfrentaram pelo jogo de ida da semifinal da Copa do Brasil. O fato de resguardar os titulares para o duelo de São Paulo, fez com que pouco mais de 12 mil torcedores fossem à Arena, mesmo sem transmissão pela televisão. Porém, quem viu, comemorou o gol de Luan logo aos três minutos. Como de costume, a defesa paranaense tentou sair jogando e perdeu a bola para Thaciano. O desarme veio junto de um passe para Luan que, na cara do goleiro Santos, não perdoou e abriu o marcador.


O gol cedo dava indícios de que o Grêmio teria vida fácil, mas não foi bem assim que as coisas se desenrolaram. Instantes depois de ter a rede balançada, o Athletico-PR levou perigo em cobrança de escanteio, com Rony dividindo a bola com Júlio César. Os atleticanos ainda pediram um pênalti, que não foi assinalado.


Em vantagem no placar, o Grêmio baixou suas linhas, enquanto o Athletico-PR passou a tocar a bola e criar oportunidades. Aos 30, Rony pegou rebote de escanteio, mas o chute saiu para fora. Aos 36, Cirino lançou Vitinho, obrigando Júlio César a abandonar a meta para interceptar. Um minuto depois, o goleiro ainda defenderia chute forte do lateral Márcio Azevedo. A reação gremista surgiu nos acréscimos do primeiro tempo, com Thaciano sendo acionado em contra-ataque. O volante invadiu a área em disparada e bateu alto e forte contra Santos, que defendeu no reflexo.


No retorno do intervalo, bastaram dois minutos para que o Grêmio lamentasse o gol perdido por Thaciano. Marcelo Cirino foi à linha de fundo e cruzou para Rony, que acertou um belo voleio, sem chances para Júlio César. Mas a resposta tricolor veio de maneira imediata. Aos seis, Galhardo foi acionado por Luan, levantou a cabeça e viu Thaciano se projetando na área. Desta vez, o volante usou a cabeça para superar o goleiro: 2 a 1.


Aos 14, Rony enfileirou dribles na área gremista e, graças a duas interceptações de Paulo Miranda, o placar seguiu intacto. Era preciso oxigenar o time e, por isso, Renato chamou o jovem Patrick do banco de reservas. Logo em seu primeiro toque na bola, o meia foi derrubado na área. Com o auxílio do VAR, o árbitro assinalou o pênalti. Faltou combinar com Diego Tardelli, que cobrou muito mal, nas mãos do goleiro, e desperdiçou a chance de aumentar o marcador aos 28.


Apesar do gol perdido, o Grêmio seguiu pressionando, guiado pelo talento de Patrick. A chegada mais perigosa do Athletico-PR veio aos 42, em cobrança de falta de Bruno Guimarães que passou por cima do travessão. Nada impediria a retomada das vitórias na Arena.

Fonte: Gaúcha ZH

Mais notícias desta categoria

Publicidades


Mario Junior designer