Publicidades

29/08/2019 | 06:40 | Educação

Estudantes da FAHOR conhecem a Libidus, em Santo Cristo

Fahor/divulgação


O aprendizado acontece de diversas maneiras e nenhuma pessoa aprende da mesma forma que a outra. Nos espaços acadêmicos, as maneiras de ensinar também são diversas. Entretanto, quando o estudante vive uma experiência, o que ele aprende, vê, observa e sente, permanece na memória.



As Visitas Técnicas realizadas pela Faculdade Horizontina possuem este objetivo, de oferecer experiências diferentes aos seus estudantes levando-os para dentro das empresas, sempre que possível. Nessa semana, a Visita Técnica ocorreu na indústria têxtil Libidus, da cidade de Santo Cristo. O grupo de estudantes de engenharia de Produção e a professora Eliane Garlet foram recepcionados pelo diretor administrativo e financeiro Marcos Luis Marchiori e pelo diretor comercial e de marketing, Sidnei Luis Zimmer.



A Libidus nasceu em 2005, na cidade de Santo Cristo e atualmente, vende para todo o Brasil pelos seus canais online e em cinco lojas físicas, em cidades da região Noroeste, chegando a uma produção média de 15 mil peças/mês e aproximadamente 80 colaboradores.



Os diretores e alguns colaboradores apresentaram todas as fases do processo produtivo desde pesquisa, desenvolvimento e produção. Para o estudante Tiago dos Santos Reginaldo, todo trabalho extra, além da sala de aula, é muito proveitoso. “Esses momentos aproximam o aluno da fábrica. Na Libidus, especialmente por não ser no ramo metalúrgico e sim têxtil, mostra que os processos são muito similares, pois existe a necessidade de um produto, de um desenvolvimento e projetos desse produto, como se tem dentro de uma outra indústria. Então foi possível ver a sequência de operação, as etapas, os desenhos, o fluxo, conhecer equipamentos e uso de tecnologia, metas, tudo dentro deste processo”, comentou.



Um dos destaques para o grupo de futuros engenheiros foi a organização da empresa e dos fluxos de produção, sendo que a indústria está alocada em dois prédios separados bem como a utilização de equipamentos e novas tecnologias que atendem o setor, como uma máquina de corte a laser para os tecidos utilizados pela Libidus. Inicialmente fabricando itens de moda íntima, hoje a empresa atua na moda fitness e casual, atendendo o público feminino e masculino.


Fonte: Assessoria Fahor

Mais notícias desta categoria

Publicidades


Mario Junior designer