Publicidades

31/08/2019 | 13:33 | Esporte

Reservas do Grêmio empatam com o São Paulo no Morumbi

Tricolor preservou titulares para decisão na Copa do Brasil e ficou no 0 a 0 pelo Campeonato Brasileiro

Luan foi titular no empate entre tricolores na manhã deste sábado - Ricardo Moreira / LancePress


Em jogo parelho, Grêmio e São Paulo ficaram no 0 a 0 no Morumbi na manhã deste sábado (31). Os reservas de Renato Portaluppi, com o acréscimo de Everton, encararam a equipe paulista de igual para igual, mesmo fora de casa, e somaram um ponto na conta do Brasileirão. Assim, o time gaúcho chegou aos 22 na tabela de classificação.


Tentando se aproximar dos líderes, o São Paulo começou o jogo no campo de ataque do Grêmio. Os donos da casa tinham a bola e a equipe gaúcha se posicionava para buscar os contra-ataques. A primeira finalização da partida foi dos paulistas, que, aos quatro minutos, viram Reinaldo arriscar uma bomba de fora da área para longe do gol. Mas a grande chance surgiu aos sete, quando Vitor Bueno ficou livre dentro da área e chutou à direita da meta defendida por Julio César.


O time de Renato tentou equilibrar as ações nos minutos seguintes e, aos 13, finalizou pela primeira vez contra o gol são paulino. De fora da área, o volante Michel arriscou. A bola desviou no meio do caminho e ficou fácil para o goleiro Tiago Volpi. Mas quem tinha volume de jogo era o São Paulo, embora pouco ameaçasse a meta gremista.


Aos 26 minutos, o Grêmio aproveitou uma bobeira do lateral-direito espanhol Juanfran, que errou um passe na defesa, e quase abriu o placar. Luan roubou a bola, invadiu a área e escorou para Juninho Capixaba. Com a perna direita, o lateral finalizou para boa defesa de Tiago Volpi.


O calor de 30ºC na capital paulista fez com que o árbitro Caio Max Vieira paralisasse a partida aos 29 minutos para que os jogadores pudessem beber água. Na volta, o jogo esfriou. O São Paulo só conseguia finalizar de fora da área e teve duas boas chances com Tchê Tchê. A primeira, aos 40 minutos, passou sobre o gol de Julio César. Na segunda, aos 49 minutos, o goleiro gremista fez grande defesa. Nesse meio tempo, o Grêmio tinha oportunidades de contra-atacar, mas os erros de passe no meio-campo impediram a equipe gaúcha de ameaçar o time do técnico Cuca.


— A gente está tendo a oportunidade para contra-atacar, mas estamos errando. Vamos tentar consertar isso para o segundo tempo — disse o atacante Diego Tardelli na saída para o intervalo.


O segundo tempo começou e o São Paulo tratou de não perder o ímpeto ofensivo. Logo no primeiro minuto, Antony chutou de fora da área para boa defesa de Julio César. A resposta gremista veio aos 10, quando Thaciano chutou forte da intermediária e obrigou Tiago Volpi a fazer grande defesa. No lance seguinte, Rafael Galhardo aproveitou uma sobra de bola e finalizou por cima do gol adversário.


A partida ficou parelha e os dois treinadores apelaram para o banco de reservas para tentar mudar o panorama do jogo. Cuca sacou Juanfran e Vitor Bueno para as entradas de Igor Vinícius e Helinho. Já Renato tirou Luciano e Luan para colocar Pepê e Darlan. E o Grêmio passou a atacar mais. Tanto que aos 26 minutos Diego Tardelli recebeu bom passe na direita de ataque, invadiu a área e chutou para fora. 


Em seguida, aos 30 minutos, o árbitro novamente paralisou o jogo para os jogadores beberem água. A pausa parece ter animado o time da casa, que passou a pressionar mais o time gaúcho. Aos 37 minutos, Igor Gomes chutou no canto e Júlio César pegou. No lance seguinte, Antony recebeu a bola pela direita, cortou para o meio e chutou forte para outra grande defesa do goleiro gremista.


A agressividade são-paulino foi freada pela expulsão de Antony, aos 41 minutos. O garoto fazia boa partida, mas levou o segundo cartão amarelo por falta em Juninho Capixaba. Assim, o 0 a 0 acabou sendo o resultado mais justo em uma partida movimentada, mas bastante igual por parte das duas equipes. 

Fonte: Gaúcha ZH

Mais notícias desta categoria

Publicidades


Mario Junior designer