Publicidades

31/08/2019 | 23:51 | Esporte

Com titulares e gol de Nico López, Inter vence o Botafogo pelo Brasileirão

Uruguaio, que não marcava desde 3 de abril, fechou o placar no Beira-Rio

Nico López se destacou na vitória colorada e encerrou jejum após 1.833 minutos sem fazer gol - André Ávila / Agencia RBS


A eliminação da Libertadores ficou no passado. Jogando no Beira-Rio, pela 17ª rodada do Brasileirão, o Colorado venceu o Botafogo por 3 a 2 neste sábado (31), com direito a fim de jejum do uruguaio Nico López. Além dele, Rodrigo Lindoso e Edenilson marcaram os gols da vitória que faz o time chegar aos 27 pontos, aproximando-se do G-6 — o gol sofrido nos segundos finais empurrou o time para o sétimo lugar. Outra novidade foi que, mesmo tendo que decidir uma vaga na final da Copa do Brasil contra Cruzeiro na próxima quarta-feira, o Odair Hellmann não preservou seu time titular.


— Nós tínhamos três competições. A partir do momento que saímos de uma, será assim. Pontualmente, faremos substituições por parte médica ou situação técnica. Então, a cada jogo, faremos essa análise e, quem estiver bem, vai a campo — explicou o treinador, em entrevista ao Premiere, antes de a bola rolar.


Da equipe que encarou o Flamengo no meio de semana, apenas Bruno e D'Alessandro ficaram no banco de reservas. Se tivesse essa informação com antecedência, o torcedor poderia ter comparecido em número superior aos pouco mais de 9 mil que foram ao estádio.


O lado positivo é que, com sua força quase máxima, o Inter pôde se sobressair e atacar desde o primeiro minuto, com Guerrero batendo cruzado, para fora. Aos 15, foi a vez de Nico López arriscar da entrada da área, obrigando Gatito Fernández a defender em dois tempos. A chance mais viva veio aos 23, em contra-ataque finalizado por Edenilson que só não entrou porque a bola desviou na ponta dos dedos do goleiro botafoguense.


Os cariocas, por sua vez, esboçaram uma reação quando, aos 36, Luiz Fernando acertou o travessão de Lomba. Mas, aos 43, Lindoso espantou qualquer chance de injustiça. Em um lance que mais parecia um replay da última quarta, Sobis cobrou escanteio na cabeça do volante, que desviou para o fundo das redes.


O gol no final do primeiro tempo fez com que o Inter voltasse do intervalo mais tranquilo. Depois de receber a bola de presente no meio-campo, aos sete minutos, Nico partiu em velocidade e rolou para Edenilson, que entrava na área para aumentar a vantagem colorada.


O gol, no entanto, fez o time relaxar. Aos 9, Alex Santana descontou para o Botafogo, mas o VAR chamou atenção para um toque de mão na origem do lance, que anulou a jogada. Contudo, aos 16, a arbitragem não teve nada a assinalar quando Diego Souza pulou mais alto que os zagueiros do Inter e de, cabeça, venceu Lomba após cobrança de escanteio: 2 a 1.


A partir de então, o jogo ficou aberto, com chances para os dois lados. Aos 21, o goleiro Diego Cavalieri — que havia entrado no intervalo — evitou que Nico López encerrasse seu jejum. Dois minutos depois foi a vez de Lomba agarrar cabeceio de João Paulo. Aos 32, foi a vez de segurar a tentativa de Alex Santana, também de cabeça.


Mas faltava o personagem da partida ser brindado. Aos 37, Nico López tabelou com Lindoso e, na cara do goleiro, não perdoou. O final só não foi totalmente feliz porque, já nos acréscimos, o lateral Marcinho descontou para 3 a 2 em chute de fora da área. 

Fonte: Gaúcha ZH

Mais notícias desta categoria

Publicidades


Mario Junior designer