Publicidades

01/09/2019 | 10:39 | Praia Notícias | Educação

Estudantes protestam contra nomeação de reitor da UFFS, em Chapecó

Professor Marcelo Recktenvald foi nomeado por Bolsonaro. Ele obteve quatro votos do Conselho Universitário e era o terceiro colocado em lista tríplice

Estudantes da UFFS protestam contra a nomeação de reitor pelo presidente Jair Bolsonaro. ? Reprodução/ NSC TV


Um grupo de estudantes protesta contra a nomeação do reitor da Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS), com campi em Santa Catarina, Rio Grande do Sul e Paraná. Eles ocupam a sala de entrada da reitoria na universidade em Chapecó, oeste catarinense, desde a noite de sexta-feira (30).


A nomeação do professor Marcelo Recktenvald, de 44 anos, pelo presidente Jair Bolsonaro, foi publicada no Diário Oficial da União na quinta-feira (29). Ele foi o terceiro colocado dos votos para reitor da UFFS.


Conforme os estudantes que ocupam o prédio falaram para a equipe da NSC TV, a manifestação é por considerar a postura do presidente antidemocrática. Seriam 100 alunos ocupando o espaço, mas eles não irão se identificar por medo de represálias. A equipe de reportagem não pode entrar na universidade. Os portões estão fechados.


Na noite deste sábado, por volta de 23h, os estudantes devem realizar uma assembleia deliberativa para tratar das próximas ações. Até então, não foi registrado confronto no local.


Marcelo Recktenvald enviou nota à imprensa neste sábado, em nome da chapa 4, dizendo que “compreende que a escolha do seu nome para reitor se deva principalmente em função do seu compromisso institucional e desejo de transformar a UFFS em uma universidade reconhecida pela sua qualidade, missão pública e função social”.


“Estamos comprometidos com o desenvolvimento da UFFS no que diz respeito ao avanço da qualidade no ensino, pesquisa e extensão, assim como no acesso e permanência dos estudantes, formação docente e técnico-administrativa e, ainda, nas questões pertinentes à infraestrutura de todos os campi. A UFFS precisa fortalecer seu compromisso com a comunidade para que, cada vez mais, novos estudantes ingressem em seus cursos e programas. O resultado do fortalecimento desses laços entre UFFS e comunidade resultará em desenvolvimento”, complementou Recktenvald, em nota.


A universidade informou que não irá se manifestar sobre a ocupação da sala da reitoria. O atual reitor é Jaime Giolo, que ocupa há nove anos o cargo na UFFS.


Nota dos docentes


A Seção Sindical dos Docentes da UFFS emitiu uma nota de repúdio. “A nomeação do professor Marcelo Recktenvald desconsidera o processo democrático de consulta pelo qual foi escolhido o reitor e a vice-reitora pela comunidade universitária. Uma afronta e um desrespeito, um riso sarcástico na cara de toda a UFFS. Não seremos coniventes com esta medida autoritária”, disseram, em nota.


Na próxima segunda-feira (2), às 16h, será realizada uma Assembleia Geral da categoria para definir as próximas ações da seção sindical.


Entenda o caso


A posse do novo reitor será quarta-feira em Brasília, no Ministério da Educação. Recktenvald assume o lugar de Jaime Giolo, que ocupava o cargo de reitor eleito da UFFS desde 2015, quando ocorreu o primeiro processo de consulta previa à comunidade universitária e a votação do Conselho Universitário (Consuni). Antes disso, desde 2009, o próprio Giolo estava à frente do cargo como reitor pro tempore, ou seja, que foi designado temporariamente pelo Ministério da Educação (MEC).


O processo de escolha de composição da lista tríplice para reitoria da universidade - o segundo em sua história - teve o primeiro turno realizado em 29 de abril deste ano. O processo de consulta prévia contou com quatro chapas inscritas e participação de mais de 6 mil pessoas. Recktenvald teve 21,40% do total de votantes, ficando em terceiro lugar.


O reitor nomeado por Bolsonaro na sexta não chegou a participar do segundo turno do processo, realizado em 28 de maio. Participaram as duas chapas mais votadas. O resultado foi Anderson André Genro Alves Ribeiro em primeiro lugar, com 54,1%; e Antônio Inácio Andrioli, com 45,9%.


Quem é o novo reitor


Marcelo Recktenvald é doutor em Administração pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) , mestre em Administração pela Fundação Universidade Regional de Blumenau (FURB); possui especialização em Gestão Estratégica Empresarial pela Universidade de Passo Fundo (UPF) e especialização em Avaliação Institucional pela Universidade de Brasília (UnB) . Bacharel em Administração pela Universidade de Passo Fundo (UPF) e em Teologia pela Faculdade Kurios. Tem experiência nas áreas de Administração e Educação, com ênfase nos seguintes temas: gestão universitária, avaliação institucional e regulação, educação superior, políticas públicas, administração geral.


O professor leciona desde 2000. Na UFFS em Chapecó, no Oeste catarinense, desde julho de 2010. Ele é cristão, conservador, pastor por vocação e é membro da Igreja Batista de Balneário Camboriú, no Litoral Norte catarinense. Até março deste ano ocupou o cargo de Pró-Reitor de Gestão de Pessoas da universidade.

Fonte: G1

Mais notícias desta categoria

Publicidades


Mario Junior designer