Publicidades

18/10/2019 | 11:41 | Geral | Três de Maio

Apae de Três de Maio entrega certificados do curso de Aperfeiçoamento em Educação Especial

Solenidade ocorreu no dia 10 de outubro. Capacitação teve carga horária de 418 horas e reuniu 55 profissionais de Apaes, contribuindo no atendimento direto dos alunos/pacientes/usuários

Divulgação


Na noite de 10 de outubro, a Apae de Três de Maio realizou a solenidade de entrega dos certificados do curso de Aperfeiçoamento em Educação Especial com ênfase na Deficiência Intelectual e Autismo, oriundo de projeto referente ao Programa Nacional de Apoio à Atenção da Saúde da Pessoa com Deficiência (PRONAS/PCD).



As aulas encerraram ainda no mês de abril. O assistente social Leandro Steiger, da Apae local, foi um dos coordenadores do curso. Segundo ele, a capacitação teve 12 meses de duração, com 418 horas de aulas, e contou com a participação de 55 profissionais de Apaes do Rio Grande do Sul. Todas as aulas ocorreram nas dependências da Apae de Três de Maio.



Steiger explica que o curso, que teve ênfase na Deficiência Intelectual e Autismo, teve aulas realizadas nos finais de semana e nas férias escolares. “Conquistamos a realização deste curso por meio de um projeto, com recursos através do PRONAS/PCD. De 313 projetos de todo o Brasil, fomos a única organização gaúcha selecionada. Depois de termos o nosso projeto aprovado, 19 empresas do Brasil nos procuraram para investir neste projeto, através de isenção de impostos abdicados pelo Governo Federal, sendo a empresa Engie a que abraçou nosso projeto”, destaca.



Para o assistente social, o curso cumpriu com o que propunha, de proporcionar uma capacitação gratuita aos profissionais que atuam na educação especial, contribuindo no atendimento direto dos alunos/pacientes/usuários das Apaes. “O curso permitiu formação, treinamento e aperfeiçoamento dos participantes, em todos os níveis.”



Os profissionais que ministraram os temas do curso eram altamente capacitados, com conhecimentos nas áreas de atuação de cada um. Foram abordados assuntos como fundamentos teóricos da educação, políticas públicas e legislação educacional, ética e cidadania em educação, aspectos do autismo, desenvolvimento neurológico da criança e do adolescente, psicologia do desenvolvimento e da educação, além de teorias da aprendizagem.



Também trouxeram aos participantes do curso ensinamentos sobre transtornos do desenvolvimento, aspectos fisioterápicos, fonoaudiológicos e da terapia ocupacional para o trabalho com pessoas com deficiência intelectual e autistas, inclusão no contexto escolar, fundamentos básicos e teoria da saúde mental, diagnóstico e avaliação psicomotora e aspectos e influências da doença mental no trabalho pedagógico. Steiger acrescenta que o curso possibilitou aliar a teoria à prática, com estudos de casos e trocas de experiências entre os participantes. No término do curso, os participantes elaboraram um artigo como trabalho final.



Para participantes, curso foi enriquecedor, proporcionando conhecimento e troca de experiências



As profissionais Mircéia Paradzinski e Marcia Fritzen, da Apae de Boa Vista do Buricá, avaliaram o curso como muito bom. “Tivemos um bom aproveitamento, pois foi esclarecedor. Os encontros e a integração do grupo proporcionaram momentos agradáveis. A troca de experiências contribuiu para a formação continuada de nós, professores. O curso enriqueceu nosso conhecimento”, disseram.



Diana Kettner, da Apae de Campo Novo, afirmou que o curso foi bem conceituado. “Apesar de ser voltado para a prática dos professores, como psicóloga consegui aprender bastante. Representou um ‘salto’ na minha prática profissional nas escolas especiais.”



As participantes da Apae de Horizontina destacaram que o curso lhes trouxe várias inquietações diárias, já que foram abordados vários assuntos pertinentes, que as auxiliaram no cotidiano em sala de aula.



As profissionais da Apae de Alegria ressaltaram que o curso veio ao encontro de todos os sujeitos envolvidos para a construção do conhecimento, para melhor atender os pacientes.



E para as participantes da Apae de Três de Maio, anfitriã do curso, a capacitação oportunizou trocas de informações e muita aprendizagem, com reflexão da prática escolar e proporcionou conhecer mais sobre cada área da saúde e educação, reforçando sobre a valorização da vida e do aluno, com respeito às limitações e diversidade.


Fonte: Jaqueline Peripolli / Jornalista MTE 16.999

Mais notícias desta categoria

22/11/2019 | 05:13

PRF resgata animal silvestre

Publicidades


Mario Junior designer