Publicidades

25/01/2020 | 07:17 | Praia Notícias | Polícia

Homem é indiciado após pendurar camiseta com suástica em janela de apartamento em SC

Ele vai responder por apologia ao nazismo, cuja pena é de reclusão de um a três anos. Caso aconteceu em São José, na Grande Florianópolis

Homem foi indiciado após pendurar camiseta com suástica em janela em SC ? Divulgação/Polícia Civil


O homem de 55 anos detido e depois liberado por ter pendurado uma camiseta com uma suástica na janela do apartamento onde vive em São José, na Grande Florianópolis, foi indiciado por apologia ao nazismo. O inquérito do caso foi finalizado na quinta-feira (23). O suspeito vai responder pelo crime em liberdade.


O caso ocorreu na noite de domingo (19), no bairro Forquilhinhas. Uma pessoa que passava na frente do apartamento viu a camiseta com o símbolo nazista e chamou a Polícia Militar. O homem foi preso em flagrante e encaminhado para Central de Plantão Policial (CPP).


Em depoimento, ele se declarou nazista e se disse um "lobo solitário", informou o delegado Deonir Trindade, responsável pelo inquérito. O homem falou ainda à polícia que teve prejuízo em São Paulo por causa de um sócio que era judeu e que por isso começou a simpatizar pelo nazismo, e que odeia policiais.


No dia seguinte à prisão, o suspeito passou por audiência de custódia e foi solto por ter emprego e residência fixos e por não se tratar de um crime violento. Porém, a Justiça determinou medidas cautelares, como a proibição de deixar a comarca por mais de oito dias, comparecer aos atos do processo e não voltar a praticar crimes.


Apreensões e indiciamento


A polícia apreendeu na casa do suspeito duas camisetas com suásticas, uma câmera fotográfica, uma câmera portátil, um pendrive, um notebook, livros sobre nazismo e uma agenda. O material eletrônico foi encaminhado para perícia técnica, enquanto os demais para o Fórum, assim como o inquérito.


O homem foi indiciado por veicular símbolos ou materiais que utilizem a cruz suástica para fins de divulgação do nazismo. A pena para esse crime, previsto no parágrafo 1º do artigo 20 da Lei 7.716/89, é de reclusão de um a três anos e multa.


Outros crimes


O indiciado responde a uma ação na Justiça Federal por desacato a policiais rodoviários federais e é investigado em outro inquérito da Polícia Civil em Santa Catarina por ameaça, desacato e por perturbação de serviços de utilidades públicas - ele teria ligado em delegacias e ofendido policiais.

Fonte: G1

Mais notícias desta categoria

Publicidades


Mario Junior designer