Publicidades

30/09/2020 | 08:42 | Polícia

PF realiza buscas e apreensões contra o governador de Santa Catarina

Carlos Moisés, do PSL, é suspeito de fraude em compra de respiradores para enfrentamento da covid-19 no Estado

Reprodução/Internet


O Superior Tribunal de Justiça (STJ) autorizou mandados de busca e apreensão contra o governador de Santa Catarina, Carlos Moisés (PSL), e outros dois ex-integrantes do governo. As medidas foram determinadas pelo ministro Benedito Gonçalves e são cumpridas pela Polícia Federal na manhã desta quarta-feira (30), em ação conjunta com o Ministério Público Federal (MPF). 



A ofensiva é desdobramento de uma investigação sobre a compra de 200 respiradores para enfrentamento da pandemia da covid-19 no Estado. O contrato firmado pelo governo catarinense movimentou R$ 33 milhões.


A suspeita é de que o governador e alguns assessores tenham recebido propina de empresários que importaram os equipamentos, ligados à empresa Veigamed. A contratação teria sido feita com dispensa de licitação, por indicação de Carlos Moisés.


O caso motivou inclusive um pedido de impeachment do governador, que ainda não foi apurado — Carlos Moisés está sob ameaça de impeachment em outro caso, envolvendo promoções salariais a funcionários públicos.


As investigações começaram com a Polícia Civil e o Ministério Público Estadual de Santa Catarina, mas o caso foi repassado ao STJ porque o governador tem foro especial. Com isso, as investigações foram assumidas pelo MPF e pela PF.  


As buscas foram solicitadas pela sub-procuradora-geral da República, Lindôra Araújo, e são coordenadas pelo delegado Fernando Chuy, do Serviço de Inquéritos Especiais da PF.

Fonte: GZH

Mais notícias desta categoria

Publicidades


Mario Junior designer