Publicidades

13/07/2015 | 16:43 | Educação | Três de Maio

“A Doula dá o suporte físico e emocional para o parto”

Profissional Jamile Maluf participou do evento “Puerpério: entre dores e amores”, promovido pelos acadêmicos do 5º semestre da Enfermagem SETREM

Foto: SETREM/Divulgação


Acadêmicos do 5º semestre do Bacharelado em Enfermagem da SETREM promoveram na quarta-feira, 8, e na quinta-feira, 9, o evento “Puerpério: entre dores e amores”, no Auditório do Campus da Instituição. Puerpério é o período que compreende a fase pós-parto, quando a mulher passa por alterações físicas e psíquicas até que retorne ao estado anterior à sua gravidez. É durante o puerpério que o organismo materno retorna às suas condições pré-gravídicas. Vários profissionais palestraram nos dois dias do evento. Um deles foi Jamile Maluf, fisioterapeuta formada pelo IPA de Porto Alegre e proprietária do Bem Nascer, centro de fisioterapia para a gestação e pós-parto.


No evento ela tratou do tema Doulas, que envolve orientação ao casal sobre o que esperar do parto e pós-parto, explicando os procedimentos e ajudando a mulher a se preparar física e emocionalmente para o parto. “Durante o parto a Doula atua entre a equipe de atendimento hospitalar e o casal, ajuda a mulher a encontrar posições mais confortáveis para o trabalho de parto e parto, mostra formas eficientes de respiração e propõe medidas naturais que podem aliviar as dores, entre outros diversos apoios. No pós-parto, a Doula faz visitas à nova família, oferecendo apoio especialmente em relação à amamentação e cuidados com o bebê”, explica.


Jamile complementa: “A importância da Doula é dar um suporte emocional e físico na hora do parto e também anteriormente e posteriormente a ele. Trabalhar com plano de parto é importante para que possamos atender as escolhas de cada família para que no dia do parto sejam respeitadas e, se tiver algo que precisa ser conversado anteriormente, que já se esclareça. No dia do parto a Doula vai auxiliar levando principalmente suporte emocional, se deslocando até a casa da família, ficando com ela até o momento de ir para o hospital e acompanhando até a hora do nascimento. A profissional acolhe aquela família nos momentos de fragilidade, quando a mãe precisa de amparo, de apoio, ser encorajada para enfrentar medos e dificuldades naturais. É a Doula quem dá o suporte físico e emocional no momento do parto”.


Remuneração


A fisioterapeuta destaca que qualquer pessoa pode se tornar Doula. “É preciso fazer um curso de formação que é oferecido em alguns lugares do país, em que são tratados de temas que envolvem o universo da obstetrícia, de como amparar as mães e se tornar emocionalmente capaz de estar presente no parto. Após concluir o curso, a profissional está apta a atuar como Doula, oferecendo seus serviços com valores que podem variar de R$ 800,00 a R$ 2.000,00 para cada acompanhamento completo, dependendo da experiência do profissional e do local em que atua”, conclui Jamile. A SETREM está com inscrições abertas para o curso de Doulas através do site extensao.setrem.com.br/cursos

Fonte: Assessoria de Comunicação da SETREM

Mais notícias desta categoria

Publicidades


Mario Junior designer