Publicidades

29/10/2015 | 09:00 | Praia Notícias | Educação

'Estava ilhada', diz estudante que vai fazer Enem em dezembro em SC

Por causa das chuvas, exame foi adiado em Rio do Sul e Taió, no Vale

Alícia Karina vai fazer o Enem em dezembro em Rio do Sul (Foto: Arquivo Pessoal)


Estudantes das cidades catarinenses de Taió e Rio do Sul, onde o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) foi adiado para 1º e 2 de dezembro por causa das chuvas que causaram alagamentos no fim de semana, aproveitam o tempo extra para revisar mais matérias, enquanto ainda enfrentam transtornos na região.


As chuvas deixaram famílias ilhadas e locais de prova debaixo d'água. "Eu estava ilhada. Estávamos prejudicados tanto física quanto emocionalmente para prestar a prova", conta a estudante Alícia Karina Will, de 17 anos, que fará a prova em Rio do Sul.


Outra estudante, Amanda Letícia Feifarek, da mesma idade, também concorda com o adiamento. "Realmente, para quem está vivendo a situação da cidade, com muita gente sem acesso aos locais de prova, foi certa a decisão". Para Thayná Gili, de 17 anos, o adiamento foi importante "para todos terem a mesma oportunidade. Dá chance para o pessoal voltar para as casas", completa.


Apesar da melhora do tempo, algumas cidades da região ainda tinham rios em conta de emergência nesta quarta (28). Moradores do Vale do Itajaí ainda contabilizam os prejuízos. Na escola onde Alícia estuda, a água não havia voltado na terça-feira.


Mais tempo para estudar


Com o adiamento, estudantes das duas cidades terão um pouco mais de tempo para estudar. O exame feito em todo o Brasil no último fim de semana já é usado nos estudos pelos professores do colégio, diz Alícia. Amanda vai imprimir a prova e Thayná pensa em fazer a mesma coisa, além de participar de simulados.


As estudantes temem que a prova de dezembro seja mais difícil do que a do fim de semana passado. "Mas, por um lado, é um pouco justo porque a gente vai poder se preparar mais", diz Alícia.


No domingo (25), o ministro da Educação, Aloizio Mercadante, falou sobre a nova prova nas cidades onde o Enem foi adiado. "Os organizadores do Inep consideram que nesses casos foi necessário suspender a prova. Será feita uma nova prova, no mesmo grau de dificuldades, as mesmas regras de editais. O nível de uma prova para outra será o mesmo", afirmou Mercadante.

Fonte: G1

Mais notícias desta categoria

Publicidades


Mario Junior designer